Qual é a renda mínima para fazer o financiamento imobiliário?


Dentro de todas as modalidades consideradas pelas pessoas que desejam comprar um imóvel e realizar o sonho da casa própria, o financiamento é sem sombra de dúvida a mais levada em consideração. Mas afinal de contas, qual é a renda mínima para fazer o financiamento imobiliário?

Essa é uma das principais dúvidas que pessoas apresentam, no momento de escolher por esse tipo de modalidade de compra, pois muita gente não sabe como funciona o processo de financiamento, e nem mesmo quais os passos que devem ser tomados para que ele possa ser efetivado com sucesso.

Por isso, escrevemos uma matéria especial, para ajudar você a encontrar todas as informações que você precisa sobre o financiamento imobiliário e como contratá-lo.


Em primeiro lugar, você precisa saber o que é de fato um financiamento imobiliário

Financiamento imobiliário é o nome que se dá, a uma facilidade de pagamento onde o comprador consegue parcelar o valor total de um imóvel.

Esse parcelamento é realizado por uma instituição financeira, (banco) que paga ao proprietário do imóvel, a quantia completa de seu respectivo valor. O comprador por outro lado, assume o total de parcelas mensais com juros, dentro de sua realidade econômica.

O que muita gente não sabe, é que esse imóvel passa para a pessoa que comprou. Porém acaba ficando atrelado ao banco, até que seja quitada a dívida, ou seja, o comprador não pode negociar o imóvel enquanto ainda tiver parcelas em aberto.

Vários títulos de bancos e instituições financeiras, oferecem essa vantagem, mas cada uma oferece um tipo de condição diferente. Isso pode variar no que diz respeito à taxa de juros, a duração do contrato ou até mesmo valor do imóvel que pode ser negociado.

logo, o comprador opta por uma dessas instituições, ele se acerca a agência, apresenta sua intenção para o gerente, e a partir daí inicia-se uma série de etapas que irão permitir ou não a liberação desse crédito.

A instituição financeira mais procurada para esse tipo de finalidade é a Caixa Econômica Federal, mas com o passar do tempo, estão surgindo outras que também tem acrescentado ótimas opções e flexibilidade de pagamento.


O que acontece se por algum motivo a pessoa deixar de pagar o financiamento?

Esse, sem sombra de dúvida é o pesadelo de muita gente e um dos principais motivos pelo qual muitos ainda não optaram por essa modalidade de compra, pois no caso de inadimplência, o banco entra com uma ação para retomar o imóvel, logo o direciona para um sistema de leilão, onde o imóvel será vendido e o valor arrecadado com essa venda acaba pagando a dívida que a pessoa tem com o banco.

Por isso, se você tem alguma dificuldade em entender sobre como funciona o processo, vale a pena contar com um profissional para te ajudar, pois você precisa evitar qualquer tipo de juros abusivos ou multa que não pode ultrapassar os 2% no que diz respeito ao total da dívida. Então neste caso, a melhor coisa é contar com um corretor ou um profissional qualificado para auxiliar você nesse processo.


Conheça todos os fatores que podem influenciar em um financiamento

Muitos são os clientes que acabam tendo seu crédito reprovado devido a fatores que influenciam diretamente no resultado final do financiamento, e antes de pensar em qual é a renda mínima para fazer o financiamento, precisamos nos atentar nos fatores essenciais exigidos pelos bancos.

Se você tiver um saldo de FGTS a seu favor, poderá utilizá-lo como forma de pagamento, mas a pessoa precisa 3 anos de carteira assinada, e ainda residir ou trabalhar no município.

Suprindo essas expectativas, você então começa a considerar que é um cliente potencial para realizar um financiamento imobiliário, mas a renda mínima do processo depende exclusivamente do valor do imóvel.

Sendo assim, o banco também usa a sua comprovação de renda, e a partir desses dois tipos de informações que é tomada a decisão no que diz respeito a qual será o valor da entrada e também quais são as prestações que serão aplicadas.

Para definir ao certo sua renda, é necessário somar os rendimentos de todas as pessoas que vão ser moradoras daquele imóvel, quanto maior essa renda for, mais oportunidades você terá, pois esse valor não pode ultrapassar de 30% de sua renda.

Significa dizer que para você financiar um imóvel de mais ou menos R$ 185 mil, e que o financiamento seria realizado em um período de aproximadamente 20 anos, a prestação que você iria pagar seria em torno de R$ 1.000,00 e a renda mínima aproximada de todas as pessoas que moram naquele local deve ultrapassar R$ 6.000,00. Assim você consegue garantir que a porcentagem mínima de renda não será ultrapassada.

Agora que você já sabe qual é a renda mínima para fazer o financiamento imobiliário, é hora de realizar seu sonho. Caso precise de um profissional que ajude você a tomar essa decisão, entre em contato conosco.


Tire suas dúvidas